quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

"...a uivar pela 27ª Maratona de Lisboa..."

...quando se tem a oportunidade de conjugar um fim de semana de ferias, entre a visita de bons Amigos, que de forma hospitaleira nos recebem no seu acolhedor lar, partilham a sua simpática companhia, disponibilizam toda a sua atenção empregando a sua generosidade para nos mostrar o que não possuímos por aqui, neste meu Alto Alentejo, realizando em simultâneo a 27ª Maratona de Lisboa "Seaside", percorrendo assim mais uma vez a lendária distancia composta pelos 42,195km de incertezas, em ritmo leve, descontaido a rolar por algumas das avenidas de Lisboa, com excelentes companhias num ambiente de amena cavaqueira, contribuindo tudo isto na única conclusão possível, sendo esta a de um fim de semana inesquecível...
...assim foi, pela manha de 08Dez/Sábado, esta minha "Alcateia" deslocou-se do nosso habitat natural, Portalegre ate ao Parque das Nações, Lisboa, destinados a residência familiar do Amigo Luís Ferreira, que após nos alojar, fomos colocando a conversa em dia enquanto aconchegávamos o estômago com  um saboroso almoço...
...após este, era momento de nos dirigirmos ate ao secretariado da organização "Xistarca", situado no estádio 1º de Maio, para levantar dorsais, onde decorria a feira da Maratona com diferentes Stands de exposição, enquanto nos reencontrávamos numa partilha de conversas entre companheiros destas artes desportivas, sendo a noticia de bastidores que seria a ultima Maratona nesta actual estrutura devido ao facto de o António Campos da "Xistarca", organizador ininterruptamente desde 1986, ter vendido os direitos do evento a "Competitor", organizadora da "Rock´n´Roll Marathon series" que estabeleceu uma parceria com Carlos Moía do "Maratona Clube de Portugal", realizando a mesma em 2013 com partida em Cascais, percorrendo o seu circuito sempre junto ao rio Tejo, sendo a chegada no Parque das Nações, fazendo-a coincidir com a meia-Maratona de Portugal, Ponte Vasco da Gama, ficando possivelmente esta diminuída no seu estatuto, recorde-se que é prova de grau de ouro...
...mas tudo isto implica um agravamento para todos nós, desportistas amadores de pelotão, pois se for realizada em Outubro como se prevê, empoleira-se na Maratona do Porto a 03Nov.2013, demonstrando assim a boa maneira Portuguesa, os Cabeçudos que são determinadas organizações, observando eu que o indicado para todos, seria que as mesmas fossem realizadas com calendário diferenciado, uma na Primavera, outra no Outono, possibilitando assim um planeamento para reforço no mealheiro, recuperação, preparação e  participação em ambas...
...Peter e eu, Luís Ricardo...
...assim, com todo o processo resolvido, era momento de regressamos para junto das nossas Alcateias, que se passeavam por entre os agradáveis jardins junto ao rio Tejo, numa visita ao Pavilhão do Conhecimento, prosseguido a caminhada no ambiente decorativo de Natal no Centro Comercial Vasco da Gama, onde bebemos um chá bem quente no espaço Fnac, servindo tudo isto de relaxe, para se rolar na manha seguinte apenas mais uma Maratona...
...então, na manha seguinte de 09Dez/Domingo, equipamos, ingerimos o pequeno almoço e desloca-mo-nos para junto da entrada do estádio 1º de Maio, local de partida e chegada do Desafio, aguardando pela hora do tiro inicial na companhia de Amigos, existindo diferentes objectivos, os que queria atingir marcas de tempos, procurando os balões que marcam o ritmo para se atingir as referidas marcas e nós que iríamos realizar uma Maratona descontraída, sem forçar, a rolar entre boa companhia, realizando assim uma excelente "voltinha de endurance", enquadrado no magnifico ambiente pelas centenas de participantes, numa manha linda para se praticar em festa o nosso desporto de eleição...
... Luís Ferreira e eu, Luís Ricardo...
...parti entre cautelas na confusão inicial, momento em que todos pretendem encontrar o seu espaço, prosseguindo na companhia do Peter e dLuís, que serviam de guias, descrevendo-me alguns dos locais, edifícios, monumentos situados em redor do local onde passávamos, informações por vezes compreensivelmente interrompidas pelas  inúmeras saudações, conversas, dirigidas a nós, quando passávamos com os muitos atletas da sua equipa "Run 4 Fun", que com a sua boa disposição brincavam devido ao facto de permanecermos entre aqueles ritmos...
...de referir que a subida da Av. Almirante Reis, situada entre os 36km/40km, realça bem a rapaziada do Trail de todos os demais, estes não cede em caminhar, mantêm o ritmo de corrida em toda a subida, que após a transposição do seu topo desce um pouco para destrancar as pernas ate as imediações do estádio, entrando no mesmo e percorrendo a sua pista ate ao insuflável final, concluindo assim 3h24m25s de boa disposição, com mais uma Maratona no Curriculum, simbolizando este "Desafio" entre tudo o que já transmiti anteriormente, foi também o celebrar de todos os objectivos a que me propus, os quais prepararei, realizei e conclui neste ano de 2012, que agora caminha na sua recta final...
... Luís Ferreira e eu, Luís Ricardo...
...ambos satisfeitos, mesmo com uma repentina indisposição provocada por algum dos vários alimentos que misturei enquanto alongava um pouco, regressamos para junto dos nossas "Alcateias" que chegavam de uma manha divertida, dividida entre passeio, algumas compras e visita ao "The National Store of KidZania", saboreamos um aligeirado almoço, chegando o momento de regressar satisfeitos ao nosso habitat natural, Portalegre, com a motivação em alta para continuar a realizar a minha "voltinha" diária e sempre que possível partilhar agradáveis momentos entre os bons Amigos...
...gratos por tudo isto, despeço-me num ate breve, com um grande abraço, lfmricardo

sábado, 10 de novembro de 2012

"...UTAX » Ultra Trail das Aldeias do Xisto..."

...nem sempre, o que é óbvio é fácil...
...ou o que é difícil é impossível...
...conclui mais este grande "Desafio" » UTAX = Ultra Trail das Aldeias de Xisto » Lousa, composto por 82/85km com +5000m desnível acumulado, "Desafio d´Aventuras" em Trail Running em estado Puro e Duro, possível de se realizar, mas não ao alcance de todos, somente por alguns...
...encontro-me totalmente recuperado do desgaste físico provocado por ter realizado na totalidade, de forma justa e leal este extraordinário "Desafio" que assinalou o meu desejado regresso em participação das organizações da Go-Outdoor, não me sendo fácil encontrar adjectivos que descrevam através de palavras todos os momentos, sensações vividas, antes, durante e depois de concluir o mesmo, de uma vez que os sentimentos são de tal ordem emotivos nas suas mais diversificadas variáveisatravés da sua necessária entrega física/mental de preparação e realização, no desfrutar da beleza natural dos trilhos de todo circuito, no magnifico ambiente familiar entre participantes e todo o Staff da excelente organização do AXTrail, sobre a batuta da Go-Outdoor...
...assim, no final de tarde de sexta-feira, na conclusão de mais um dia de "pena profissional", foi o reunir da minha "Alcateia", carregar bagagens anteriormente preparadas e sair de Portalegre rumo a vila da Lousa, viagem acompanhada por alguma chuva nos seus 180km de distancia, dentro da velocidade adequada, segura e prevista na lei...
...chegados ao destino, dividimos tarefas, sendo altura de alojar a "Alcateia" efectuando os requisitos necessários na recepção com apresentação da reserva/voucher, receber cartão de estadia e acomodar as bagagens no quarto da Pousada da Juventude da Lousa, que também servia de quartel general a toda a estrutura do "Desafio", realizando de seguida todo o meu processo de secretariado (apresentação do B.I., certificado Exame Medico Desportivo, assinatura de termo de responsabilidade, material obrigatório, receber brindes, lembranças, dorsal, etc) tudo isto de forma simples, eficaz entre saudações, conversas com gentes conhecida, amizades que se vão fortalecendo com o tempo, entre Desafios, seguindo-se o Breifing numa transmissão de importante informação relacionada ao  desejado Desafio...
...eram horas de retemperar o estômago, recompor energias necessárias para o que se avizinhava, tendo recaído a escolha no restaurante Italiano localizado nas imediações, degustando uma sopa de legumes e um prato de esparguete com umas maravilhas, partilhado entre conversas que incluíam os tradicionais cuidados a ter nestes conselhos familiares, regressando numa caminhada curta e lenta de volta para o alojamento onde revejo os últimos preparativos no equipamento...
...tento adormecer, entre voltas na cama, conseguia dormir aos poucos, num acordar constante, ouvia a chuva e o soprar do vento, observava as horas desejando que o tempo abranda-se o ritmo, queria voltar a adormecer, sem antes rever pela centésima vez a estratégia a utilizar, pois tinha que ser cautelosa, segura na abordagem de todos os obstáculos naturais, defensiva evitando correr riscos desnecessários de ordem física ou acidental face ao estado dos trilhos com a sua exigência técnica e perigosidade, acrescida pela meteorologia,  relembrando todos os meus principais objectivos que seriam, divertir-me, terminar, pontuar e não me aleijar...
...alvorada 05h00, equipei-me no silencio, despedi-me da "Alcateia" com um beijo leve, sossegado, pois encontravam-se a dormir de uma vez que a sua Aventura no Trekking dos Caminhos do Xisto só tinha inicio pelas 10h15, desço ingerindo com algum custo alguns alimentos e entro pelas 05h30 para a caixa do 0km, onde sou verificado e assino folha de presença, escuto as ultimas informações relativas ao estado dos trilhos e da serra, observo o rosto dos que me rodeiam, não existem por aqui "atletas/papagaios" mas sim a fina flor do pelotão nacional/internacional do Ultra Trail, que em silencio ou através de conversas com plena consciência para o que vamos, todos disfarçava-mos a ansiedade sentida, aguardando pela hora exacta 06h00, quando o responsável máximo, Fernando Pinto da autorização de saída a todos os corajosos Aventureiros, iniciando-se assim o Desafio...
...percorridas algumas ruas da Lousa, depressa ficamos somente com as luzes dos frontais e a chuva regressa de seguida, acompanhando-nos durante todo o Desafio, entramos nos trilhos afunilados e após a passagem da primeira de muitas ribeiras, iniciamos a primeira subida que nos coloca numa das zonas mais perigosas do circuito, sendo proibido correr durante os 2km por cima do paredão de um canal coberto de xisto e folhas de árvores e musgo escorregadio apresentando a minha direita uma levada de agua gelada e com corrente,  enquanto a esquerda faziam declives de 5/20 metros de profundidade, que em caso de queda não permitiriam que se descrevesse o motivo de enorme descuido...
...todos os aventureiros se mantinham em fila, numa caminhada cautelosa ate se concluir esta zona o dia começava a aclarava, a subida continuava levando-me ao 1PAC » Aldeia de Xisto do Candal » 7/8km utilizando 1h25m de Desafio, o que demonstrava bem as dificuldades e cautelas, prossigo a subir ate ao 2PAC » Aldeia de Xisto Aigra Nova » 18km, abasteço, sou controlado e saio num grupo composto por dois Espanhóis, dois Ingleses e somos três Portugueses, num ritmo que me era confortante, sentia-me a vontade naquele andamento, mas as subidas demolidoras seguidas de descidas bruscas e escorregadias anulavam os dois ingleses do grupo, apercebendo-me que com os dois Espanhóis tínhamos um objectivo em comum, pontuar e não competir nem com tempos nem classificações, decidindo manter-me por ali pois de momento sentia que tinha a companhia certa numa estratégia interessante...
..a chuva não dava tréguas, o vento era frio, gelado e forte no cume das serras, iniciamos a descida e chegamos ate ao 3PAC »Aldeia de Xisto do Coentral » 34km, abasteço, faço controle e saímos com a certeza que tínhamos atingido a cota mais elevada de altitude prevista no Desafio, continuamos a descer e por norma ao fim de uma descida quase sempre se apresenta uma subida, e nesta os Espanhóis cedem, ficam fora do grupo, restando do grupo inicial os três "Portugas", que seguimos cautelosos ate ao 4PAC » Aldeia de Xisto do Talasnal » 45km, que representa o abastecimento principal e mais de metade do Desafio... 
...Abasteço e como uma canja quente, controlo passagem, envio sms para a "Alcateia" a dizer onde estou e que me encontro fixe, a qual me responde que a sua Aventura já tinha terminado, já se encontravam na Pousada e iam de seguida almoçar, pois eram 14h00 e que estava a acontecer inúmeras desistências, saímos num ritmo controlado, pois decidimos não mudar de equipamento face a chuva que não dava tréguas e de nada serviria ficarmos com roupa seca apenas por breves momentos, descendo cautelosamente por entre degraus, precipícios,  ribeiros,   fazendo escalada em alguns obstáculos naturais, pois isto é Trail Puro e Duro, apresentando-se de seguida mais uma subida para escalada, quando o João Neves começa a dar sinal de fadiga nas subidas, eu sentia-me bem, impunha um ritmo de coesão no grupo numa tentativo de chegarmos os três ao 5PAC » Estrada das Aldeias » 52km, local onde os Desafios se separavam, pois estes últimos km eram partilhados pelas duas distancias o que dificultava a nossa progressão ao encontrar-mos pela frente participantes muito lentos e sem experiência do Trail da Lousa » 30km, que nos facilitavam a passagem quando possível, nos animam com palavras de incentivo e coragem...
...assim que chegamos ao 5PAC » Estrada das Aldeias » 52km, abasteço e sou controlado, recebo a indicação da direcção do circuito da UTAX, o João Neves transmite-me que fica no seu ritmo, para eu seguir, ficando somente com o Bruno Fernandes, atleta do Mundo da Corrida, com quem traço nova estratégia, de uma vez que observo que os próximos 10km são num sobe e desce constante mas sempre dentro da mesma linha de cota de altitude, subindo um pouco no final, e quando se iniciava a descida estávamos no 6PAC, sendo de todo o interesse evoluir no terreno o mais possível enquanto dia, pois assim que ficasse noite a progressão no terreno seria mais lenta e cautelosa...
...assim procedemos, continuava a sentir-me bem, tinha por vezes que abrandar o ritmo para não me descolar do Bruno e também na descida brusca que nos levava ao  6PAC » Aldeia da Srª Piedade de Tábuas » 62km, onde aconchego o estômago com mais uma canja bem quente, bebo chá com uma saborosa sandes de presunto, encontro o Amigo Luís Ferreira, experiente Ultra-Maratonista, atleta da Run 4 Fun, abasteço a mochila, controlo passagem, saindo de seguida já fazia noite, na companhia do Bruno e do grande Amigo Luís Ferreira, sentindo-me entre muito boa companhia. Descemos mais um trilho técnico e perigoso, seguindo-se uma vertiginosa subida, numa escalada escorregadia com o nariz no chão, um verdadeiro calvário já nosso conhecido da UTAbutres, onde colamos a um grupo de quatro lentos companheiros, a quem pedimos para passar assim que nos surgiu oportunidade, pois iam em grandes dificuldades e nós não que fossemos muito rápidos, mas queríamos ir no nosso ritmo noite fora...
...atingido o cume, mais uma desgastante descida, técnica como todas as transportas ate então, que nos leva  ate ao 7PAC » Aldeia de Xisto do Espinho » 72km, onde controlamos e abastecemos mais uma saborosa sandes de presunto, pois o estômago agradece comida de verdade, esta farto de barras energéticas, fruta, marmelada, e também neste aspecto a organização Go-Outdoor, esta altamente de parabéns  pois todos os abastecimentos eram ricos e variados, entre chá quente, frutos secos, banana, laranja, etc, enriquecidos nos últimos quatro a canja quente e as sandes de presunto, demonstrando toda a sua entrega e sabedoria no que fazem...
...controlamos passagem e saímos, transmiti ao Bruno que segui-se com um companheiro que se juntou a nossa companhia, pois eu ficava com o Amigo Luís Ferreira, que insistia para que segui-se com eles, pois estava a por em causa a minha classificação, pedido que sempre neguei, pois decidi que ficava com ele, seria um enorme prazer concluir o Desafio na sua agradável companhia o que aconteceu entre variada conversa nos últimos km ate que entramos na vila da Lousa, onde as nossas Alcateias aguardavam pela nossa chegada...
...ultrapassado o insuflável final, sentia-me bem, estava lúcido, consciente, com força para percorrer se necessário  mais alguma distancia, saboreando com tranquilidade enorme satisfação de mais uma conquista pessoal, objectivo conquistado, sendo o celebrar de três meses de preparação entre muitos km  com momentos de sofrimento e de muito prazer, realizando um Desafio que me exigiu 14h58m de superação pessoal, numa luta constante física/mental, entre muito boas companhias de amigos desta arte a que chamam Trail Running...
...sou controlado na chegada, troco informações com o Fernando Pinto,  o Moutinho e o Marco Martinho,  que se mostram algo preocupados com os participantes que ainda se encontram nos trilhos, face ao estado da meteorologia, indicando uma estatística de 50% de desistentes, trocamos abraços de parabéns pela minha conquista, mas também pela excelente organização do Desafio nas suas mais variadas situações como a selecção dos trilhos, a sua marcação, os abastecimentos, etc...
...era momento de alongar um pouco, retirar o equipamento cheio de lama e tomar um merecido duche quente, vestir roupa quente e ir saborear a refeição composta por uma sopa de legumes, esparguete com um variado de carnes, salada de alface e um tinto, fruta, etc, que a organização tinha confeccionado para todos os participantes, entre alguma conversa com historias variadas de Aventuras, por todos os que por ali permaneciam ate chegar vontade de dormir, pois era merecido um sono profundo...
...domingo, acordo 7h30, hora de rolar um pouco as pernas, equipo roupa quente e realizo 30´de corrida lenta, entre as ruas frias da Lousa, seguido de uma boa serie de alongamentos, banho quente e desço para tomar o merecido pequeno almoço, assisto a entrega dos prémios  observando que o 1º geral Armando Teixeira, com 9h34m e o ultimo Aventureiro 110º geral, com 19h19m, confirmando-se mais de 50% de abandonos pelas mais variadas causas, sublinhando que ainda assim, estes ficaram na frente de todos os que nem coragem tiveram para se Aventurarem na linha de partida deste especial Desafio d´Aventura em Trail Running, em estado Puro e Duro...
...tempo de despedidas entre alguns companheiros d´Aventura e o Staff da Go-Outdoor e a semelhança do ano passado, renovado o desejo de que esta "Alcateia" regressaria novamente aos Desafios do AXtrail, pois todos sentimos a realidade das palavras emocionadas no discurso de agradecimento e despedida do Fernando Pinto que cito ..."enquanto o ambiente nos Desafios do AXtrail for familiar entre todos, compensa realizar Trail nas Aldeias do Xisto"...
...aproxima-se a hora de almoço, o local escolhido foi o restaurante Burgo, onde se tinha procedido a uma reserva no dia anterior, seguindo-se uma deslocação da Lousa ate ao Castelo de Arouce, que nas suas profundezas serpenteiam as piscinas naturais com quedas de agua em cascatas, entre uma vegetação linda, brindados pelo sol radioso, degustamos umas iguarias de entradas, seguidas de um saboroso veado com castanhas e javali com legumes salteados, com a escolha do vinho a ser-me confiada, degustamos um tinto Reserva 2009 "Alentejano" "Marques de Borba", concluindo enorme manjar com umas calóricas sobremesas regionais e o tradicional café...
...tudo isto na agradável companhia das famílias Luís Ferreira e do José Carlos Santos, onde em torno de  uma qualquer saborosa refeição é extremamente importante a boa companhia e a conversa agradável  que desta feita abordou Desafios realizados e projectos futuros...
...hora de despedir, viajar cada qual rumo aos seus azimutes naturais, com a satisfação de um variado fim de semana, completo pelas magnificas aventuras nos variados Desafios, o reencontro de amigos na sua partilha...
...assim é compensador, reconfortante, continuar a empreender nas busca de Grandes Desafios que me transmitem motivação para continuar a ser o humilde desportista que tento ser diariamente...
...agradeço a todos os que contribuíram para que transforma-se este meu objectivo em realidade...
despeço-me de momento com um forte abraço, lfmricardo 

domingo, 24 de junho de 2012

"...a Uivar de ferias, por Manta Rota..."

...encontro-me de ferias, a gozar uns merecidos dias de ferias, pois o ano tem sido desgastante profissionalmente  e exigente desportivamente, aproveitando para descansar e recarregar baterias rumo ao futuro breve, dividindo-me a resolver inúmeras situações que se encontram pendentes no tempo...
...assim, realizei a minha 39ª Doação Benévola de Sangue, no serviço de colheitas do hospital de Portalegre, cumprindo mais este voluntarioso e necessário gesto pessoal, pois preciso de dar, dar algo a alguém, assim, desta forma sem saber a quem se destina e longe de qualquer intenção em receber algo em troca, sentindo uma enorme satisfação interior, de consciência, gesto que não esta ao alcance de todos, pois nem todos cresceram a ver dar e a ouvir de seus pais que; "quanto mais damos, mais temos"...

...também conclui o meu processo de exames médicos, para  a renovação do meu certificado de aptidão física, que para o meu parâmetro de idade/escalão engloba obrigatoriamente a realização de, analises sangue e urina, rx tórax, electrocardiograma, prova de esforço em tapete rolante, apresentação do boletim individual de saúde actualizado, seguido de uma consulta presencial de Medicina Desportiva, com medico especialista reconhecido pelo Centro de Medicina Desportiva e Antidopagem do Instituto do Desporto de Portugal, a realizar anualmente no mês do aniversário em termos legais de validade, representando tudo isto um excelente investimento financeiro em mim próprio, obtendo o meu actual estado de saúde e possuir a aptidão medica que me é exigida pelas melhores organizações nos "Desafios d´Aventuras em Trail Running" que pretendo realizar, empregando os princípios pessoais de sempre, pois tem que ser de forma; justa, leal, pura, limpa sem ingerir "aditivos", gestos e atitudes que infelizmente também não estão ao alcance de todos os desportistas...
...encontro-me na simpática vila de Manta Rota » Algarve, no já tradicional e desejado regresso anual, pois nos últimos anos tenho por aqui, tal como hoje (24/06/12), festejado o meu aniversario, contabilizando 42 Uivos na companhia da minha Alcateia, onde procuramos cortar a nossa rotina diária normal e viver uma semana tranquila, sem trabalho, regras, horários, desligados de tudo, apenas numa contemplação entre a envolvente local; o sol, a praia, novas gentes, novas gastronomias, outros sabores, retemperando energias para iniciar mais um árduo ano e voltar a sonhar novamente no desejado regresso...
...após ter aliviado da anterior carga de treino físico como forma de recuperar, também por aqui iniciei um novo Macrociclo de treino rumo ao meu novo objectivo, escolhido após alguma reflexão, enquadrando tudo isto na forma de metodologia de preparação do Desafio, na sua oferta em termos de exigência física/mental nas dificuldades em distancia e acumulados de altimetria, tornando assim o mesmo atractivo e aliciante, também no seu valor de investimento financeiro e no reconhecimento pessoal  que possuo pela equipa de organização em toda a sua envolvente...
...assim, com corrida diária lenta, livre, a rolar no extenso areal entre as praias de Manta Rota e Monte Gordo, com tempos de duração entre os 40´e os 90´, iniciei o 1ºMesociclo de treino » trabalho de Base, esperando-me nestes dias iniciais ate concluir o desejado "Desafio", muita dedicação, empenho, motivação, sacrifício nos inúmeros  km transformados em suor e dor, entre o calor do Verão e o frio do Outono, mas com a certeza de momentos com muito prazer, por entre os variados trilhos na sua grande maioria na minha admirável e necessária solidão...
...para terminar, agradeço todos os e-mails, sms, telefonemas com votos de parabéns referente a este meu 42º aniversário...  Muito Obrigado, um grande  abraço, lfmricardo 

sexta-feira, 15 de junho de 2012

"...Uivo no Refugio d´Alcateia..."

momento de descanso e reflexão
...o meu "Refugio d´Alcateia" é um local muito especial, de extrema importância pessoal, situado na freguesia de Alegrete, distrito de Portalegre, sendo este o meu habitat natural desde sempre pois foi por aqui que nasci e por onde cresci de menino a homem, não me imaginando a viver num outro qualquer local, pois necessito constantemente de por aqui permanecer nas mais variadas vivências...
...entre a vila de Alegrete e a aldeia de Vale de Cavalos encontra-se a sua localização, um pequeno terreno rústico, agrícola, em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede, rodeado de intermináveis trilhos que atravessam vales e serras contemplando magnificas paisagens por entre pequenos aglomerados de casas caiadas de branco e habitadas por boas gentes, rodeadas de pequenas hortas, vinhas, entre os sobreiros pastagens com rebanhos de gados, olivais, matas de pinheiros e eucaliptos, soutos de castanheiros, pomares de cerejeiras, numa tranquilidade inigualável observando as vistas para Espanha ou antenas de São Mamede...
...lavoura pastos c/ grade rebocávél...
...é por aqui que me "Refugio" dos parasitas desta sociedade e de tudo o que não suporto e não consigo ou posso evitar, mas sim onde realizo somente o que gosto ou pretendo, numa liberdade única dividida na partilha de momentos entre pessoas especiais, Amigas, mas também muitas das vezes onde permaneço numa solidão que admiro e necessito para reflectir e decidir o trilho correcto a percorrer rumo ao futuro...
...assim tem sido ao longo dos anos e nestes últimos dias, pois por aqui tenho realizado a minha volta de Trail Running que ultimamente tem sido em dias alternados como forma de ir treinando de forma tranquila, sem grandes cargas, disciplina, ou compromissos de horários, ritmos, tempos ou circuitos, preferencialmente só, aproveitando para continuar a arrumar a minha vida, na busca de decisões e energias para iniciar um novo mesociclo de treinos com metodologias enquadradas com novos objectivos e Desafios d´Aventuras em Trail Running mais exigentes...
lavoura tremocilha c/ charrua fermão
...neste momento sinto uma enorme satisfação pessoal pelo facto de me ter desvinculado de tudo o que me consumia energias, sendo já uma aposta ganha pelo ainda tão pouco que consegui através da opção em empreender somente neste meu projecto pessoal Alcateia " www.Uivosdelobo.blogspot.pt " que para alem de me evitar um desgaste mental entre vivências doentias com atitudes irresponsáveis por parte de alguns, numa falta de valores humanos que repudio como a falta de humildade ou na saturação em escutar constantemente  gabarolices de papagaios que muito falam mas nada fazem, tem sim contribuído num constante crescimento pessoal, reforçado pela aprendizagem física/mental e num evoluir desportivo, com a saudável    partilha de vivências sociais bastante positivas, entre a visita de novos sítios, contacto com outras gentes, o realizar de novas amizades, transformando tudo isto em inúmeros momentos de felicidade, sem esquecer todas as horas, todos os quilómetros realizados de muito prazer enquanto os Desafios d´Aventuras ou durante na sua preparação...
Refugio c/ trabalhos manutenção
...mas este "Refugio" para alem de precisar de continuar a crescer nas suas condições de infraestruturas necessárias que possibilitem a sua total utilização na vertente a que se destina, tal como todos nós que crescemos de crianças a adultos, o mesmo também precisa de cuidados, encontrando-me a realizar trabalhos de manutenção, limpeza para protecção de incêndios entre lavoura de pastos com grade rebocávél e lavoura da sementeira de tremocilha com charrua  fermão, esta um excelente elemento de azoto e matéria orgânica para fortalecer os terrenos evitando assim a utilização de químicos, no sentido de produção de agricultura biológica... 
...de uma vez que não posso andar sempre a correr, partilho-me entre inúmeros trabalhos necessários,   resolvendo alguns assuntos pendentes rumo ao futuro breve, mas por agora resta-me enviar um forte abraço a todos, lfmricardo.

domingo, 20 de maio de 2012

"...1ª edição UTSM..."

Gráfico de altimetría 
...o tempo passava na sua normalidade, o momento aproximava-se trazendo ate mim, alguma ansiedade, sentimento repetitivo somente quando me aventuro numa nova distancia, representando desta vez a duplicação nos km a percorrer ate então, colocando assim a fasquia bastante elevada no meu baptismo num Desafio em Trail Running com quilometragem total escrita por três algarismos 100/105km, compostos por 6600metros do total de desnível acumulado em altimetria, divididos aproximadamente por 3300 metros de desnível positivo e por 3300 metros de desnível negativo...
19 Guilherme Hora » 24 eu, Luís Ricardo » 147 Luís Ferreira
...mas, este Desafio UTSM » Ultra Trail Serra de São Mamede, representa em termos pessoais vários sentimentos, outros valores, a busca de objectivos que sublinho entre os quais a convivência saudável num novo reencontro entre alguns Amigos desta arte  a que chamam Trail, alguns destes que incentivei a sua participação nesta partilha composta entre o próprio Desafio, os seus trilhos, as magnificas vistas e entre as minhas gentes, neste meu habitat natural, cidade de Portalegre, capital do Alto Alentejo...
...também, assim tive novamente o privilegio de acolher a Amiga família Ferreira no meu 
Escalada entrada do Castelo de Marvão PAC 6 58km
modesto lar, conjugando-se assim o Desafio UTSM, onde o também Luís Ferreira participou num brilhante desempenho rumo aos seus objectivos pessoais, enquanto as nossas Alcateias se deslocava num passeio agradável ate junto dos PAC enquanto da nossa passagem, representando tudo isto que o Trail Running é muito mais que correr, progredir no terreno numa aventura incalculável, onde se desfruta e protege a natureza, se pratica desporto através desta magnifica modalidade, que se busca a motivação e superação pessoal, numa aprendizagem sobre nós próprios, através de uma luta leal, honesta física/mental, muitas das vezes entre a magnifica solidão...
...o Trail Running possibilitou assim, mais um espectacular fim de semana familiar, entre Alcateias, numa partilha do pouco que possuímos, na companhia agradável destes Amigos, entre momentos de diálogos, novos projectos e objectivos futuros, entre visita ao  grandioso Castelo de Marvão, na degustação de um saboroso almoço na Portagem, seguido de uma caminhada pela historia das praças, jardins, monumentos, ruas de Castelo de Vide, finalizado com um agradável lanche de final de tarde...
PAC 7 Carreiras » 67km Ponto Abastecimento + Controle...
...tudo isto representa uma partilha de valores necessária dentro da simples humildade e honestidade que possuo, que me completa como Homem, no esforço diário entre a busca em ser apenas um simples desportista, continuando a aprendizagem necessária num crescimento humano que se alimenta nesta vitamina diária no trilho que esta minha "Alcateia" www.uivosdelobo.blogspot.pt » Desafios d´Aventuras em Trail Running trilha passo a passo rumo a ambiciosos objectivos futuros...
...neste dia, enquanto a realização da UTSM, foi apenas o concluir de um mesociclo que iniciei desde o momento em que decidi participar no evento,
 PAC 8 » 74km » Srª Penha Castelo Vide
 recaindo a sua escolha por não necessitar deslocar-me evitando assim despesas de deslocação, possuir uma inscrição acessível, receber Amigos, e realizar um teste pessoal físico/mental, seguindo assim uma preparação possível dentro dos poucos conhecimentos que possuo, alguns aconselhamentos de Amigos experimentados nesta arte, desenvolvendo muitas horas de suor, dor, prazer, dedicação, ajustando tudo isto com a minha vida pessoal, familiar e profissional...
...o meu balanço final foi positivo, pois os principais objectivos foram atingidos, diverti-me, superei-me, conclui a total distancia de forma honesta, sem atalhos como infelizmente se consta entre os bastidores que alguns o fizeram, atalhando em locais que por estarem mal estruturados na sua organização de controle, obtiveram assim resultados fraudulentos, mas que até ao momento está tudo mudo, dentro da sua concha, sem que alguém se venha prenunciar... 
PAC  9 » Convento da Provença » 88km
...sublinho que sou um apaixonado pelo desporto, nesta modalidade de Running, desde há muitos, muitos anos e mais recentemente pelo Trail Running, ficando triste quando vemos neste mundo que devia exprimir valores universais, como é o caso do desporto, profissional ou amador, que enquadra pessoas, clubes, instituições, e se escondem situações reprováveis como a traição, a ilegalidade, a trapaça na obtenção de resultados, objectivos, classificações fraudulentas, ou a poluição dos trilhos, etc, entendendo eu que deveria existir nos regulamentos a obrigatoriedade no acto da inscrição do numero de contribuinte/Identidade, ser criada uma base de dados ao serviço das organizações para que gente desta fosse afastada destes eventos desportivos de forma a que nunca mais participassem nas suas futuras edições...
...chegada ao final com mais um Desafio concluído...
...assim viverei nestes próximos dias as sensações que somente os que tal como eu, simples e humildes desportistas, que aceitamos e conseguimos  concluir honestamente este simples Desafio d`Aventura, sem atribuir grande importância nas diferenças entre o primeiro e ultimo classificado, nos tempos ou classificações, irei aproveitar os próximos dias para descansar e recuperar, reflectir sobre o futuro, quais os próximos Desafios, que objectivos a estabelecer, quais os métodos a utilizar, tudo isto  enquanto conjuntamente irei desenvolver trabalhos de limpeza, manutenção e prevenção de incêndios no meu Refugio d´Alcateia, local  muito especial neste meu projecto pessoal...
...lembranças  e testemunho final...
...resta-me ainda agradecer a todos os que das mais variadas formas tem contribuindo para que consiga atingir todos estes meus objectivos, todos os meus lunáticos sonhos, os meus próprios Desafios, o reconhecimento na forma como me incentivam, apoiam, acreditam em mim e neste projecto e me o manifestam pessoalmente, via telefone, sms, via e-mail ou através deste espaço...
...muito obrigado, estou-vos grato por tudo isto, prometendo que a fasquia vai elevar-se no futuro breve, restando-me despedir-me com um forte abraço para todos, lfmricardo...

terça-feira, 1 de maio de 2012

"...Segundo Ano a Uivar..."



... logótipo de personalização desta Alcateia...
...Hoje, 01Maio2012 é um dia pessoalmente importante, comemoro o "...Segundo Ano a Uivar..." desta minha Alcateia » Uivosdelobo.blogspot.com » Desafios d´Aventuras em Trail Running, projecto pessoal destinado em empreender somente energias em Desafios numa escolha em que anexo uma etiqueta de validade, aliciante, com objectivos bem definidos na busca de uma vivência social positiva, numa maior motivação diária, na busca da minha própria superação, combinando o simples e humilde desportista que me esforço para ser, numa enorme lealdade física/mental e assim continuar a crescer como Homem entre a montanha e a solidão, enquadrando tudo isto na triangulação que possuo, o meu habitat natural, o meu Refugio e a pratica de desporto através desta admirável modalidade...
TRILHO MUITO PESSOAL
...trilho muito pessoal de Lobo...
...O meu habitat natural, tem sido vivido entre a  freguesia de Alegrete e toda a Serra de São Mamede, com os seus magníficos trilhos do agora criado Parque Natural, pois desde a minha infância enquanto acompanhava o meu Pai nas suas funções profissionais, também por onde pedalei inúmeros km de bike e entre as muitas voltinhas de running, por onde pratiquei Escutismo, como Lobo (nome de caça que possuía), que por ser o meu animal preferido, o qual admiro e me identifico como homem, sendo a escolha certa que apelida este  meu projecto pessoal...
...Ser-se Lobo, assim com toda esta envolvente pessoal, real, com a nobreza e a dignidade que esta magnifica espécie "canislupus"  merece, tem que se possuir precipícios de respeito e humildade por todos os que nos rodeiam, são gestos de ensinamentos transmitidos através da educação recebida de meus pais e da grande Alcateia Escutista/Scouts do C.N.E. ambas as famílias de que muito me orgulho em pertencer e que assim, simplesmente não esta ao alcance de todos...
...eu, humilde desportista...
...Assim, não é qualquer um que por ai aparece a dizer como por vezes ouvimos ou lemos algures, que  também estes são lobos, que os lobos fizeram, isto ou aquilo, hoje ganharam tudo nunca perdendo nada, enaltecendo-se sempre em seu proveito e inspirando-se através dos métodos dos outros, sacando para se  enaltecerem alguma inteligência desenvolvida pelo cérebro dos outros, demonstrando assim a pouca que possuem, confundindo Alcateias com o seu próprio bando de papagaios, não pelas suas vestes coloridas nem pelas gabarolices doentias que são fortes indícios de desmotivação para qualquer normal desportista em vir a abandonar esta admirável arte, acompanhadas entre atitudes de superioridade pouco dignas e por gestos de discriminação dentro das suas próprias gaiolas em que vive a  passarada...
... logótipo de personalização do meu Refugio d´Alcateia...
... pátio deste Lobo Alentejano no Refugio...

...O meu Refugio, é um local muito pessoal, é um prédio rústico agrícola, que possui já algumas infraestruturas de apoio a pratica desportiva, servindo de centro de treino na preparação dos meus próprios Desafios d´Aventuras em Trail Running, encontrando-se localizado em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede, rodeado de infinitas alternativas com circuitos de treino nas pretendidas variantes de distancia, dificuldade, diversidade entre a contemplação das magnificas paisagens...
...Serve para alem do apoio logístico nas voltinhas entre amigos desta Arte do Trail Running, existindo em desenvolvimento um  projecto neste futuro imprevisível, de jornadas particulares de preparação com treinos longos de convívios em fim de semana, enquadrando estadias através de acampamento, convívios gastronómicos entre iguarias alentejanas e na partilha de vivências com muitos bons momentos entre gente sã...
...contemplando a Serra, a Solidão, o Trail Running...
...Quando registo gente sã, refiro-me a grandes Amigos que tenho a sorte de possuir nesta minha saudável Alcateia, entre os quais já tive o privilegio de partilhar este magnifico espaço, outros se seguirão, permitindo que todos eles tragam na sua companhia outros seus Amigos também, de forma privada, sem pretender fazer discriminação entre humanos, apenas evitando a presença de certos parasitas desta nossa sociedade, que para nosso grande azar, a lei do aborto ainda não existia na altura da concepção dos mesmos...
...trilho muito especial para lobos...
...Tudo isto parece mau feitio deste velho lobo, mas quem me conhece realmente bem, sabe bem a forma digna como vivo o meu dia, num relacionamento frontal, lúcido, consciente, directo, sincero entre tudo o que faço, penso ou defendo, numa honestidade pouco usual nesta sociedade que prefere palmadinhas nas costas mesmo sabendo que as mesmas não são honestas, claramente que este será sempre o trilho que escolho para trilhar, sabendo que muitas das vezes não é o mais simples, recebendo em compensação uma tranquilidade interior, muito pura e o reconhecimento e incentivo dos meus verdadeiros Amigos...
...entre momentos, vitaminas, voltinhas diárias...
...A pratica de desporto, acompanha-me desde sempre, tendo sido colocada um pouco de lado na adolescência, os Desafios passaram a ser frequentados entre noitadas, uns fumos, uns copos, alguns festivais/concertos, discotecas, bares, regressando a pratica desportiva após perceber que aquele não era o trilho indicado para eu trilhar, alternando as maratonas e as ultra maratonas em btt, pelas meias maratonas e maratonas em atletismo, decidindo abandonar todos os projectos em que me encontrava ligado e dedicar-me de corpo e alma somente a este projecto pessoal, Uivosdelobo » Trail Running, modalidade que pretendo praticar ate um dia pendurar os ténis...
...Uivo duro, combate fácil...
...Tudo isto para alem de me possibilitar vir a ser um cadáver saudável, ajusta toda a rebeldia que possuo geneticamente, tornando-se para alem da vitamina diária rumo ao futuro, partilhar vivências sociais entre grandes amizades que tenho realizado dos vários azimutes deste pequeno Portugal, que tem contribuindo para que eu cresça como um humilde ser humano e como um honesto lobo...
...Muito já foi conseguido, muito existe para fazer no futuro, mas por agora permitem-me dedicar este meu "...Segundo Ano a Uivar..." a todos vocês, aos meus verdadeiros Amigos/as que entre as variadas formas tem contribuído para que continue assim a Uivar... Vocês sabem a quem me refiro... Obrigado e um sentido abraço lfmricardo